Pular para o conteúdo principal

De braços abertos ao vento

Senti o ar ali estar e o vento então soprar. O vento realizava a sua dança ilustre pelo ar enquanto o ar fazia o seu papel, acolhendo-o na calmaria de sua existência. Paz. Calma. Ar. Vento. Tudo isso em apenas um lugar. Alegria. Leveza. Alma. Corpo. Mente. Eu. E eu mesma. Ninguém mais ali. Mil pensamentos e uma única certeza: aquele momento iria passar, assim como todos os outros, e então ele se faria passado entre tantas outras experiências que vivi e pude guardar... Onde então eu estaria dali há um ano? Já não sabia...

Ouvi o som dos pássaros, era uma música de fundo ali a tocar. Nada mais me importava se não aproveitar. Olhei para o céu e agradeci, a felicidade é tão simples, como eu poderia não enxergar? Entendi então com o que eu realmente deveria me importar. Sentir o ar, suspirar, me espreguiçar, amar, olhar, respirar, ouvir, os sentidos, a saúde, as emoções. Nada de dinheiro ou coisas do tipo. A felicidade é simples, bastava a mim acreditar.
Fonte da Imagem


De braços abertos ao vento pude ver como a vida é passageira. De braços abertos ao vento pude enxergar a vida como o próprio vento, ela vem, as vezes nos alegra outras horas não muito e então se vai... Deixa o rastro de saudade junto a um misto de alegria e gratidão por termos visto-na. De braços abertos ao vento pude a liberdade aproveitar, sentir o vento tocar e pela brisa me deixar levar. Pude perceber como o vento se comporta voando pelo ar. De braços abertos ao vento senti a vida por mim passar e pude então a consciência retomar e entender que a felicidade é coisa simples, e de mim ela só pede para aproveitar.

Comentários

  1. Que texto incrível, parabéns.


    garotascomovoceoficial.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Textos muito belo! Parabéns!
    http://cafevodkaeliteratura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Amei seu texto!
    Consegui imaginá-lo como um poema :)

    Amei seu blog também, vou colocá-lo nos favoritos para ler sempre que quiser <3

    Beijos
    http://invernode1996.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Owm, sério? Muito obrigada *---* siiiiiiiim perfeito, um poema, não tinha pensado nisso, mas está cheio de rimas né HASUAHSUAHSA mt obrigada <3 fico feliz por ter gostado, mt feliz mesmo, um bj volte sempreeeeeeeee

      Excluir
  4. Sua prosa poética enche o meu coração de amor ♥ Adorei o texto!

    Beijos,

    Algumas Observações

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Owm que lindo fe, você definiu bem, prosa poética HAUSHAUSH amei *-* que bom que gostou, fico mt feliz um beijo <3

      Excluir
  5. Adorei a forma como o seu texto passa uma tranquilidade, quase consigo sentir o vento batendo no meu rosto como se me refrescasse :3 Muito amorzinho o seu texto ♥

    Ayumi.
    http://pandinando.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que fofa rs, bom saber que meu texto está provocando uma boa sensação <3 um beijo volte sempreee

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Em 2018 eu li... Livre pra Voar, de Fábio Teruel

Geeeente, sei que o ano virou, mas eu não poderia deixar de resenhar esse livro que amei do Fábio Teruel e li em 2018! Esse é um livro que te convida a se reencontrar CONSIGO MESMO, com o seu VERDADEIRO EU, a sua ESSÊNCIA. Sabe, a vida é uma só e eu acredito fielmente que viemos pra cá pra vivê-la por inteiro e isso só é possível se vivemos de acordo com a nossa essência. E sabe o que quero dizer com isso? Que você precisa se ouvir, você precisa se conhecer, você precisa saber quem você é e o que você quer, sem isso é impossível ser feliz.
Eu encontrei o livro do Fábio Teruel em um tempo em que estava perdida. Por inúmeros motivos me perdi de mim, e isso pode acontecer com qualquer um. O que é melhor do que isso é se reencontrar, consigo mesmo, e esse livro me auxiliou nisso!
Composto por 141 páginas cada capítulo desse livro te ajuda a se despir do que está te atrapalhando de viver uma vida plena, conectada com a sua essência. O capítulo 3 por exemplo tem como título "Remova as …

Série "Diário de uma JORNALISTA" - Meu SONHO + Dicas para você escolher a sua PROFISSÃO

Oláaa meus amores, tuuudo bem? A postagem de hoje será incrível, nela contarei em detalhes como surgiu esse SONHO em meu coração de fazer JORNALISMO. Você consegue imaginar como? Não? Então fica aqui comigo!
Alguns vestígios desse sonho apareceram em minha infância quando notei um enorme gosto pela Leitura de Livros e pela Escrita. Eu sempre fui apaixonada por ler e escrever, era um tipo de vício meu. Por conta disso sempre fazia leituras na igreja e na escola. Na adolescência o gosto pela escrita apenas aumentou, eu tinha um diário no qual escrevia todos os dias, desde as coisas boas até as ruins que me aconteciam. E nessa fase também me apaixonei pela Literatura para Adolescentes e Revistas para Adolescentes da época. Além disso nesse tempo surgiram os blogs. Nada era tão popular como hoje. Apenas algumas pessoas tinham e eu era uma delas.

Então esse blog aqui no qual escrevo até hoje surgiu quando eu tinha 14/15 anos. Vocês podem fuçar aqui e verão quão imaturas eram minhas postage…