Pular para o conteúdo principal

Os blogs que mais li em 2015

Sempre amei ler. É como um remédio para mim. Estou triste, leio! Estou feliz? Leio também. Esse remédio encontrei sempre em livros e revistas e nesse ano os blogs entraram nesse receituário. Aqui vou listar os blogs que mais li esse ano, eles me servem de inspiração para escrever e até para viver também. Vamos lá?
Com o grande desafio de entender a humanidade e todas suas peripécias o Entenda os Homens me surpreende cada vez mais com seus textos e agora vídeos que o "Sr." Frederico Elboni resolveu fazer também. Esse blog me serve de inspiração sempre que tenho alguma ideia e não sei por onde começar, ele vem como um "start" para os meus textos. Ele começou com o Frederico Elboni, que agora até lançou seu livro, e atualmente conta com mais de dez colaboradores. Eu amo esse blog e desejo sucesso sempre para ele e todos os que fazem parte!
Essa menina, assim como o Frederico Elboni, está um sucesso atualmente. Mas nem sempre foi assim... Eles "ralaram" para estar onde estão e agora estão sendo reconhecidos como nunca. Esse blog agora também conta com mais colaboradores além da própria Isabela. Os textos falam de amor, relacionamentos, universo feminino e masculino, beleza, moda e outras coisas da vida, tudo o que eu gosto e muito bem escrito. Outra fonte de inspiração para mim.
Outro blog escrito por homem, esse é o diferencial e mostra que homens podem e devem sim ser sensíveis e mostrar isso através da escrita. Sensíveis aos sentimentos e acontecimentos da vida. Grande parte dos textos é escrito de forma totalmente autêntica, e isso é um grande requesito para mim. Esse blog também me inspirou muito esse ano e espero que inspire vocês também, eu recomendo!
Eu sou Católica e esse blog traz artigos maravilhosos sobre o Universo Católico. Por meio dele pude aprimorar meus conhecimentos e aumentar ainda mais a minha fé. É uma ótima forma de conhecer a religião e assim formar opiniões sobre os diversos assuntos que a envolvem. É um blog que pode ser lido por pessoas de qualquer religião que buscam um conhecimento a mais. Me serviu de acalento em muitos momentos nesse ano. Espero que seja bom para vocês também.
CALIGRAFANDO-TE
Esse blog é da Kelly Mathies, ela literalmente escreve com o coração e é isso o que mais me encanta no blog. Ele muitas vezes me serviu de inspiração também e divertimento, já que ela fala sobre filmes e livros muito bem. Os posts dá para ver que são feitos com todo o carinho e cuidado do mundo, as imagens sempre são muito bem escolhidas. Todo esse conjunto é um grande atrativo para mim desde quando o descobri até hoje. Todo o sucesso para você!

E aí, gostaram? Espero que sim *-*
Beijocas e Paçocas :*

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obrigada Depressão!

Obrigada depressão por me ensinar aquilo que nenhum ensino fundamental, ensino médio ou  a faculdade me ensinou. Obrigada depressão, por me mostrar quem é de verdade e quem realmente me ajudou. Obrigada depressão, por me mostrar como o mundo ainda pode ser lindo em meio a tantos motivos para chorar e se amargurar. Obrigada depressão por me mostrar para que veio e por quem vale realmente a pena se importar. Obrigada depressão por fazer-me tanto me amar. Eu te agradeço, e não e pouco não.
Eu te agradeço por fazer-me resgatar. Agradeço por fazer-me resgatar aquela que sempre fui, mas ainda melhor e mais cheia para brilhar. Eu te agradeço por me fazer resgatar tudo aquilo que me faz mais plena e escrever é apenas mais um item dessa lista. Eu te agradeço por me mostrar o verdadeiro valor de um olhar, o valor de um olhar que está lá, apenas me esperando para ajudar. Em meio a tanta dor eu confesso que não quis te aceitar, mas hoje em dia eu vejo que o melhor que fiz foi te deixar entrar.
O…

O dia em que deixei de me afogar e aprendi a nadar sozinha

Senti desespero. Me senti sozinha mesmo estando entre tantas pessoas. Eram pessoas que me amavam, eu sei disso. Cuidavam de mim. Eram meus amigos. Por que tanto medo? Por que tanto receio? Por que esse desespero? Eu não sei. Simplesmente sentia e vinha como um furacão, era apenas um pensamento e pronto: desespero, confusão e angústia tomavam conta de mim. Eu não entendia e ninguém entenderia. Como entenderiam algo que nem mesmo quem sente entende? Me sentia perdida e só. Me sentia confusa e incompreendida. Não me sentia eu e isso era péssimo. O que estava acontecendo? Por que sentir tudo aquilo?
Você estava ao meu lado, você sempre esteve. Obrigada. Conversei contigo, desabafei e tive vontade de chorar... E chorei. Precisava daquele momento. Estranho momento. Você me ouviu, assim como alguém que ouve atentamente ao recado de alguém para saber o que fazer depois. Você me ouviu, processou o que eu te dizia e logo percebeu quantas asneiras e peripécias a minha mente criara. Já não era eu…

Penso, logo sonho...

Eu sonho com aquilo que é possível, mas sonho com aquilo que parece impossível também. É que o impossível e o "jamais feito" muito me atraem. Não me levem a mal, mas é que o mundo já me enche tanto daquilo que é igual, daquilo que é rotina, que sonhar com a impossibilidade me faz transcender. Se depender de mim já sabe, eu não vou parar enquanto não ver o impossível acontecer. Vou mover mundos e fundos, mas nunca vou pensar em desistir ou achar que não sou capaz, porque desistir pra mim já é um verbo que nem gosto de pronunciar e na incapacidade eu definitivamente não acredito.

O engraçado é que sempre fui assim, sonhadora, e ai de quem tenta tirar isso de mim. Não pode! Tirar os sonhos do meu coração é como matar a minha alma com tantos "não". Por que não posso criar tal coisa? Porque não. Por que o mundo não pode ser diferente? Porque ele é assim, oras... Como assim? Tudo bem que mudar tudo pareça tão utópico, eu entendo, mas pelo menos uma parte dá pra tentar va…