Pular para o conteúdo principal

Hoje eu entendi que errar faz parte

É, eu demorei, eu relutei, eu briguei e me recusei sabe ao que? Eu me recusei a aceitar os meus próprios erros. Isso é estranho e também é mais um erro não é mesmo? Não aceitar os meus erros é errar ainda mais, é elevar os meus erros a um erro pior ainda, o erro de querer ser perfeita, o erro de me esquecer que sou um ser humano e não uma máquina programada para acertar, e olha que até as máquinas ora travam, ora precisam de uma manutenção.

Hoje eu refleti e percebi quanto tempo perdi negando os erros que cometi, negando as falhas que deixei pelo caminho. Hoje eu percebi que eu não sou perfeita, e que bom! Qual é a graça em ser? Qual é a graça em não ter nada para aprender nunca? Qual é a graça em exigir tanto de mim mesma? O resultado é só frustração, o resultado é algo que se torna inalcançável, pois a perfeição só acontecerá perto de minha morte (e olhe lá), pois, creio eu, que estarei mais dotada de aprendizados pelo caminho, de falhas e acertos e então será mais possível trilhar um caminho rumo a sonhada perfeição.

Hoje eu entendi, por meio de um vídeo que me fez refletir muito, que eu não preciso ser tão rígida comigo mesma. Que eu posso e devo compreender que eu nasci para acertar, mas para errar também. Hoje eu entendi que, mesmo que demore, eu preciso me aceitar como sou com tudo de bom e ruim que há em mim. Muito se fala sobre amor próprio, sobre se aceitar, mas poucos dizem que se aceitar é amar até o seu pior lado, e ele inclui todas as falhas que cometemos pelo caminho, todos os deslizes.
Fonte da imagem


Hoje eu entendi que eu posso errar e ainda errarei muito! E eu quero que, caso tenha alguém parecido comigo lendo esse texto, perfeccionista, que seja mais tolerante consigo mesmo. Que se olhe no espelho e se reconheça como alguém lindo, mesmo com suas falhas e defeitos. Que se ame, mas se ame de verdade não apenas quando acerta ou quando é o melhor. Que se ame mesmo quando falhar naquilo que você tanto queria que tivesse dado certo. Eu espero que você acorde antes do momento em que eu acordei, e perceba o quanto antes que a vida precisa ser vivida e isso incluir acertar e errar muitas e muitas vezes.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Hoje é tempo de regar

Hoje é tempo de regar. Hoje é tempo de cultivar aquilo que quero viver. Hoje é tempo de amar. Hoje é tempo de fazer o que eu ainda não fiz e manter aquilo que de bom já fiz. Hoje é tempo de agradecer mais em vez de reclamar. Hoje é tempo de escolher qual é o tipo de vida que eu quero viver. Hoje é tempo de ser quem eu sempre quis ser. Hoje é tempo de agir. Hoje é tempo de pensar, mas é tempo de respirar também. Hoje é tempo de relaxar, apenas trabalhar também não dá. Porque um dia, ah, um dia, todos iremos colher...

Hoje é tempo de investir. Hoje é tempo de brilhar. Hoje é tempo de reavaliar. Hoje é o tempo perfeito para olhar mais para o meu jardim. Hoje é tempo de escolher as sementes que quero plantar. Hoje é tempo de me conhecer. Hoje é o dia perfeito para regar em vez, novamente, de reclamar. Hoje é tempo de olhar com mais carinho para aqueles que quero por perto. Hoje é tempo de perdoar. Hoje é tempo de pedir perdão. Hoje é tempo de se priorizar. Hoje é tempo de plantar. Hoje é…

Enfim encontrei

Enfim encontrei um novo motivo para sorrir. Em meio ao caos, em meio a dor, em meio a solidão a escrita fez morada. Entre mil e um motivos para chorar eu pude voltar a sorrir. Por meio da escrita pude deleitar-me sobre as palavras e os sentimentos então expressar. A caminhada não foi fácil, mas o gosto do encontro fez valer a pena. No meio da vida, isso pode acontecer com qualquer um, e comigo aconteceu. Eu então me perdi. Fotografias, textos e lembranças vinham como uma ponta de luz na escuridão que o mar de desencontros me proporcionou. Mas, enfim encontrei.

Nessa caminhada muitos me ajudaram. O que eu não entendia era que quem tinha o mapa em mãos era eu. Ninguém mais, ninguém menos que eu mesma tinha o poder em mãos, o poder de me reencontrar. Enquanto esperei por todos a minha volta, o mar de desencontros apenas ficava mais fundo. E o encontro que tanto almejava apenas se afastava. Mas eu enfim encontrei. A escrita foi a minha grande aliada. Por meio dela pude reencontrar quem eu…

Afinal, o que é a depressão e como identificar? - Eu saí da depressão, você também pode!

Olá pensadores lindos! Tudo bem? Espero que sim viu *-*

Na postagem de hoje para a série "Eu saí da depressão, você também pode!" eu decidi definir em palavras o que é a DEPRESSÃO. É uma doença? É um problema espiritual? É um drama ou frescura da pessoa? Afinal, o que é a depressão? E tenho dois propósitos com ela: o primeiro é ajudar quem está nessa a entender o que se passa com ela para então buscar uma SOLUÇÃO e o segundo é um alerta para quem está de fora (família, parentes, amigos), para que possa compreender o que é a depressão e assim ajudar quem passa por ela. Dessa vez vou contar com a ajuda da minha psicóloga para realizar a postagem (olha que responsabilidade hein) respondendo a perguntas feitas por pessoas no grupo do Efeito Orna. Vamos lá?

Lembrando que já temos três postagens para a série, que são:
Início - Aqui é a postagem de inauguração na qual eu explico o que é a série e o propósito dela.
Sinais durante a vida - Nesta postagem eu já falo alguns sinais que, e…