Pular para o conteúdo principal

O problema nunca foi o dinheiro

Estive pensando sobre a minha, a sua, a nossa relação com o dinheiro. E pelo menos a minha era legal, até que em determinado momento passei a questionar o sentido de trabalhar para então ganhar. Passei a me questionar o sentido do ter dinheiro, afinal, para que? Fiquei pensando no sentido da vida, afinal, o sentido da minha estava baseado em uma lista de coisas a fazer e depois de coisas a ter. Claro, ter algumas coisas que ajudam na nossa existência humana é necessário. Mas basear a minha passagem por esse mundo nesse sentido com certeza não! Eu estava pensando era no final de tudo. E depois de conquistarmos tudo o que queremos, o que faremos? E depois da faculdade, dos filhos, da carteira de habilitação, de tudo, de termos tudo o que queríamos e sonhávamos, quem seremos? Ficaremos parados, estagnados olhando para tudo aquilo. E aí, o que será? A vida então era isso? Pra mim não, eu queria mais.

E depois de uma longa jornada de crise existencial e auto conhecimento pude ir redirecionando as coisas. E passei então a pensar na questão do dinheiro e ver que se bem direcionado ele faz é um bem danado. Afinal, ter só por ter não preenche a alma e não muda em nada o mundo. Parte disso eu sabia, mas no meio do caminho me perdi. Me vi como um robô, seguindo o fluxo e colocando o sentido de minha existência naquilo que não dá sentido a ela. A verdade é que a visão negativa sobre o ter me impossibilitou de enxergar as possibilidades existentes exatamente nisso, em ter! A verdade, mais do que certa para mim hoje, é que ter dinheiro é bom sim, e quanto mais temos melhor. E sabe por que? Por que quanto mais temos mais podemos ajudar, quanto mais temos mais podemos o mundo mudar, quanto mais temos mais podemos agir.

Essa é a realidade de uma sociedade capitalista. Se quer agir nela é preciso ter. Parece duro e até feio, mas é real.

Confesso que demorou um pouco, e principalmente depois dessa crise existencial na qual eu passei a enxergar o fato de ter dinheiro como algo sem sentido e negativo, mas eu pude ver o lado bom do dinheiro. Pude enxergar a sua contribuição em relação ao sentido da vida. E olha que demorei. Pude perceber que o problema nunca foi ele. O problema foi, é e sempre será sobre a forma como ele é usado. O problema diz respeito a como ele é direcionado. O problema é sobre a sua distribuição. O problema não é sobre ele, mas sim sobre quem o usa e como.

Depois de toda essa loucura mental pude então ver o lado bom em ter dinheiro. Posso hoje enxergar nele uma possibilidade de realizar missões que precisam ser realizadas no mundo. Diminuir a fome, a pobreza, dar oportunidades, ajudar o maior número de famílias e por aí vai. O problema nunca foi o dinheiro, dessa vez ele é a porta de entrada para tudo o que quero fazer no mundo. E para você, o que o dinheiro representa?
Fonte da Imagem

Comentários

  1. O dinheiro pra mim representa a melhor coisa que posso ter e receber! Por um tempo, eu também achava que o dinheiro não trazia benefícios. Mas agora lendo seu blog só reforça o que conclui há um tempo: A culpa nunca foi do dinheiro, mas de quem e como o administra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não diria a melhor coisa, mas uma das mais necessárias para realizarmos nossos sonhos :) Exatamente! Que bom que agora você consegue ter um novo olhar sobre essa coisinha que não é maléfica, basta usarmos com sabedoria. Um beijo

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Enfim encontrei

Enfim encontrei um novo motivo para sorrir. Em meio ao caos, em meio a dor, em meio a solidão a escrita fez morada. Entre mil e um motivos para chorar eu pude voltar a sorrir. Por meio da escrita pude deleitar-me sobre as palavras e os sentimentos então expressar. A caminhada não foi fácil, mas o gosto do encontro fez valer a pena. No meio da vida, isso pode acontecer com qualquer um, e comigo aconteceu. Eu então me perdi. Fotografias, textos e lembranças vinham como uma ponta de luz na escuridão que o mar de desencontros me proporcionou. Mas, enfim encontrei.

Nessa caminhada muitos me ajudaram. O que eu não entendia era que quem tinha o mapa em mãos era eu. Ninguém mais, ninguém menos que eu mesma tinha o poder em mãos, o poder de me reencontrar. Enquanto esperei por todos a minha volta, o mar de desencontros apenas ficava mais fundo. E o encontro que tanto almejava apenas se afastava. Mas eu enfim encontrei. A escrita foi a minha grande aliada. Por meio dela pude reencontrar quem eu…

Hoje é tempo de regar

Hoje é tempo de regar. Hoje é tempo de cultivar aquilo que quero viver. Hoje é tempo de amar. Hoje é tempo de fazer o que eu ainda não fiz e manter aquilo que de bom já fiz. Hoje é tempo de agradecer mais em vez de reclamar. Hoje é tempo de escolher qual é o tipo de vida que eu quero viver. Hoje é tempo de ser quem eu sempre quis ser. Hoje é tempo de agir. Hoje é tempo de pensar, mas é tempo de respirar também. Hoje é tempo de relaxar, apenas trabalhar também não dá. Porque um dia, ah, um dia, todos iremos colher...

Hoje é tempo de investir. Hoje é tempo de brilhar. Hoje é tempo de reavaliar. Hoje é o tempo perfeito para olhar mais para o meu jardim. Hoje é tempo de escolher as sementes que quero plantar. Hoje é tempo de me conhecer. Hoje é o dia perfeito para regar em vez, novamente, de reclamar. Hoje é tempo de olhar com mais carinho para aqueles que quero por perto. Hoje é tempo de perdoar. Hoje é tempo de pedir perdão. Hoje é tempo de se priorizar. Hoje é tempo de plantar. Hoje é…

Série "Eu saí da depressão, você também pode!" - Início

Eu sempre sonhei em ajudar pessoas. Não sei por qual motivo em qualquer situação que algum ser humano estivesse em dificuldade estava lá eu ouvindo e dando altos conselhos. No início do Suave Pensamento eu fiz isso e ao longo do tempo (na vida real rs) também, eu só não imaginava a proporção que isso poderia tomar. Não imaginava que aqui poderia se tornar um lugar que sim eu pudesse ajudar o maior número de pessoas possível. Hoje em dia o Suave Pensamento se tornou esse lugar, um lugar de acolhida e de auxílio por meio das palavras. E assim vai ser com a Série que, desde os tempos de depressão, eu estava querendo criar e que se chamará "Eu saí da depressão, você também pode!".

Vamos entender um pouco mais dessa história?

Há 4 anos atrás eu entrei em depressão. Devido a inúmeros acontecimentos em minha vida que não soube lidar e maus hábitos (falta de equilíbrio entre as áreas da vida - a vida não é só estudo e trabalho não viu! rs) o corpo e a mente não aguentaram e pediram …