Pular para o conteúdo principal

Filmes. Fikdik :*

Então como não sou “muuuito” ligada nesse mundo cineasta e tal, eu peguei as sinopses dos filmes de outros sites. Mas todos os filmes, uns eu vi outros não vi e tenho a esperança de que seja legal rs. TODOS eles estão em cartaz nos cinemas. o/

Dica 1 – Filme: Amor sem escalas.

Pelo título do filme parecia-me que era um romance, porém estava totalmente enganada. É uma comédia de 1 hora e 40 minutos de duração. Faixa etária: 12 anos.
Sinopse: Ryan Bingham é um consultor que tem a tarefa de demitir funcionários para cortar os gastos de empresas. Quando não está no trabalho, gosta de passar o tempo em quartos de hotéis e cabines de voos. Com uma carta de demissão na mesa de seu chefe, Bingham tem dois projetos de vida: acumular um milhão de pontos em milhas aéreas e arranjar um emprego numa misteriosa agência.

Dica 2 – Filme: Avatar.

Aaaah, esse eu tenho muita vontade de assistir. Antes eu não tinha tanta vontade assim. Achava que seria pura ficção. Que não teria uma história muito empolgante e etc. Mas depois de ouvir os comentários de quem já havia assistido fiquei com “água na boca”. Com 1 hora e 46 minutos de duração. Faixa etária: 12 anos.
Sinopse: No épico de ação e aventura AVATAR, James Cameron, diretor de Titanic, nos leva a um mundo espetacular, além da nossa imaginação. Na distante lua Pandora, um herói relutante embarca em uma jornada de redenção e descoberta, liderando uma batalha heroica para salvar a civilização.

Dica 3 – Filme: O fada do dente.
Esse eu assisti e recomendo! É pra quem curte dar boas risadas. Tudo fica muito hilário quando vemos o cara que fez o papel principal em “O escorpião rei” no papel de uma fada do dente. Simplesmente a-do-rei! 1 hora e 40 minutos de duração. Faixa etária: Livre.
Sinopse: O jogador de hóquei conhecido pela torcida como ´Fada do Dente´ pelo hábito de tirar os dentes de seus adversários enquanto os marca, é uma pessoa que não acredita em contos de fadas ou magia. Por isso, será condenado a prestar serviço como uma ´verdadeira´ Fada do Dentes e coletar os dentes de leite das crianças.

Dica 4 – Filme: Premonição 4.
Tenho medo de filmes assim. Mas gosto muito dos efeitos *-* 1 hora e 21 minutos de duração. Faixa etária: 16 anos.
Sinopse: Nick e seus amigos vão assistir a uma corrida de carros, quando um deles a quase 300 km/h bate e explode na platéia, causando a morte de dezenas de pessoas. Nick percebe que isso foi uma de suas premonições e terá que fazer de tudo para salvar sua vida. Afinal, a morte já foi enganada três vezes e agora ela não dará trégua, será mais brutal do que nunca!

Dica 5 – Filme: Zumbilândia.
Eu vi o trailer desse e fiquei com um pouco de receio rs. 1 hora e 28 minutos de duração. Faixa etária: 14 anos.
Sinopse: Misto de terror e comédia, o longa mostra a história de alguns sobreviventes que tentam sobreviver em um mundo infestado de zumbis sedentos de sangue.

Espero que tenham gostado :D
Ps. Não tava muito inspirada para esta postagem, desculpem-me :(

E para mais informações, detalhes e trailes acesse o Site :
www.cinemark.com.br. Lá dá pra ver um “pedaço” dos filmes e se informar de preços, filmes em estréia e etc.

Beijocas e Paçocas :*

Comentários

  1. eei como você conseguiu criar esse blog tão perfeito ?*-*
    parabéns

    ResponderExcluir
  2. Obrigada *-* é o esforço rs... Muito obrigada mesmo!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Obrigada Depressão!

Obrigada depressão por me ensinar aquilo que nenhum ensino fundamental, ensino médio ou  a faculdade me ensinou. Obrigada depressão, por me mostrar quem é de verdade e quem realmente me ajudou. Obrigada depressão, por me mostrar como o mundo ainda pode ser lindo em meio a tantos motivos para chorar e se amargurar. Obrigada depressão por me mostrar para que veio e por quem vale realmente a pena se importar. Obrigada depressão por fazer-me tanto me amar. Eu te agradeço, e não e pouco não.
Eu te agradeço por fazer-me resgatar. Agradeço por fazer-me resgatar aquela que sempre fui, mas ainda melhor e mais cheia para brilhar. Eu te agradeço por me fazer resgatar tudo aquilo que me faz mais plena e escrever é apenas mais um item dessa lista. Eu te agradeço por me mostrar o verdadeiro valor de um olhar, o valor de um olhar que está lá, apenas me esperando para ajudar. Em meio a tanta dor eu confesso que não quis te aceitar, mas hoje em dia eu vejo que o melhor que fiz foi te deixar entrar.
O…

O dia em que deixei de me afogar e aprendi a nadar sozinha

Senti desespero. Me senti sozinha mesmo estando entre tantas pessoas. Eram pessoas que me amavam, eu sei disso. Cuidavam de mim. Eram meus amigos. Por que tanto medo? Por que tanto receio? Por que esse desespero? Eu não sei. Simplesmente sentia e vinha como um furacão, era apenas um pensamento e pronto: desespero, confusão e angústia tomavam conta de mim. Eu não entendia e ninguém entenderia. Como entenderiam algo que nem mesmo quem sente entende? Me sentia perdida e só. Me sentia confusa e incompreendida. Não me sentia eu e isso era péssimo. O que estava acontecendo? Por que sentir tudo aquilo?
Você estava ao meu lado, você sempre esteve. Obrigada. Conversei contigo, desabafei e tive vontade de chorar... E chorei. Precisava daquele momento. Estranho momento. Você me ouviu, assim como alguém que ouve atentamente ao recado de alguém para saber o que fazer depois. Você me ouviu, processou o que eu te dizia e logo percebeu quantas asneiras e peripécias a minha mente criara. Já não era eu…

Penso, logo sonho...

Eu sonho com aquilo que é possível, mas sonho com aquilo que parece impossível também. É que o impossível e o "jamais feito" muito me atraem. Não me levem a mal, mas é que o mundo já me enche tanto daquilo que é igual, daquilo que é rotina, que sonhar com a impossibilidade me faz transcender. Se depender de mim já sabe, eu não vou parar enquanto não ver o impossível acontecer. Vou mover mundos e fundos, mas nunca vou pensar em desistir ou achar que não sou capaz, porque desistir pra mim já é um verbo que nem gosto de pronunciar e na incapacidade eu definitivamente não acredito.

O engraçado é que sempre fui assim, sonhadora, e ai de quem tenta tirar isso de mim. Não pode! Tirar os sonhos do meu coração é como matar a minha alma com tantos "não". Por que não posso criar tal coisa? Porque não. Por que o mundo não pode ser diferente? Porque ele é assim, oras... Como assim? Tudo bem que mudar tudo pareça tão utópico, eu entendo, mas pelo menos uma parte dá pra tentar va…