Pular para o conteúdo principal

Este mundo não é de “mim”.

Sinto que esse mundo não é meu. Um mundo tão sujo e mentiroso. Habitado por seres humanos. Sim, seres humanos que mentem, julgam e se sobrepõem.
Basta errar uma vez que já te julgam. Basta confiar que já te traem. E pior ainda, basta tentar ser bom que já se dizem melhor que você.
Dá vontade de chorar. Dá vontade de arrebentar. São vontades contraditórias causadas pelo ser humano.
Infelizmente temos de conviver com isso. Com esse julgamento diário. Com essas traições quase que frequentes. Com esse ego que toma conta do próximo.
Por que não tentar ser solidário? Não digo para sair doando tudo que tem para quem não tem e coisa do tipo. Digo para olhar pelo menos para seu mais próximo como um ser humano. E não como um objeto que pode ser colocado em qualquer lugar, a qualquer hora. Que pode ser maltratado e mesmo assim continuar intacto.
Somos seres humanos. Eu sou humana. Tenho sentimentos. E não sou obrigada a me humilhar . Erguerei minha cabeça e mostrarei que estou certa. Que o que fiz não é o fim do mundo. Que o mundo não é feito apenas pelo meu erro. O mundo é muito mais que isso. Poxa, errar é humano!!!
Meu sonho é ver as pessoas se abraçando sem esperar algo em troca. Declarando-se sem temor. Sem medo de ser julgado... Acreditando mais em Deus e num mundo novo. Um mundo que ainda pode vir se tiverem vontade...

Obs.: Me desculpem os professores de português mas não havia outro jeito de escrever o título senão este. Peço desculpas até a mim mesma. Que erro absurdo! rs.

Beijocas e Paçocas :*

Comentários

  1. AWWWWWN que lindo amr! aa carolrzinha gata das cores gamantes tem um blog mt mt mt lindo . amei amei *oo*

    ResponderExcluir
  2. nossa é verdade msm!

    aah, eu já falei que adoro o seu blog e acho ele fofo? beijos;*

    ResponderExcluir
  3. Infelismente as pessoas sempre se preocuparam mais em competir do que ser solidário.Só não percebem que competição não leva a lugar nenhum^^

    ResponderExcluir
  4. aaah obrigada pessoa desconhecida rs (quem será hein?)

    fiquei sabendo agora *-* obrigada bjbj.

    sigo sim *-* obg!

    Pois é, não leva a nada mesmo -q

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Obrigada Depressão!

Obrigada depressão por me ensinar aquilo que nenhum ensino fundamental, ensino médio ou  a faculdade me ensinou. Obrigada depressão, por me mostrar quem é de verdade e quem realmente me ajudou. Obrigada depressão, por me mostrar como o mundo ainda pode ser lindo em meio a tantos motivos para chorar e se amargurar. Obrigada depressão por me mostrar para que veio e por quem vale realmente a pena se importar. Obrigada depressão por fazer-me tanto me amar. Eu te agradeço, e não e pouco não.
Eu te agradeço por fazer-me resgatar. Agradeço por fazer-me resgatar aquela que sempre fui, mas ainda melhor e mais cheia para brilhar. Eu te agradeço por me fazer resgatar tudo aquilo que me faz mais plena e escrever é apenas mais um item dessa lista. Eu te agradeço por me mostrar o verdadeiro valor de um olhar, o valor de um olhar que está lá, apenas me esperando para ajudar. Em meio a tanta dor eu confesso que não quis te aceitar, mas hoje em dia eu vejo que o melhor que fiz foi te deixar entrar.
O…

O dia em que deixei de me afogar e aprendi a nadar sozinha

Senti desespero. Me senti sozinha mesmo estando entre tantas pessoas. Eram pessoas que me amavam, eu sei disso. Cuidavam de mim. Eram meus amigos. Por que tanto medo? Por que tanto receio? Por que esse desespero? Eu não sei. Simplesmente sentia e vinha como um furacão, era apenas um pensamento e pronto: desespero, confusão e angústia tomavam conta de mim. Eu não entendia e ninguém entenderia. Como entenderiam algo que nem mesmo quem sente entende? Me sentia perdida e só. Me sentia confusa e incompreendida. Não me sentia eu e isso era péssimo. O que estava acontecendo? Por que sentir tudo aquilo?
Você estava ao meu lado, você sempre esteve. Obrigada. Conversei contigo, desabafei e tive vontade de chorar... E chorei. Precisava daquele momento. Estranho momento. Você me ouviu, assim como alguém que ouve atentamente ao recado de alguém para saber o que fazer depois. Você me ouviu, processou o que eu te dizia e logo percebeu quantas asneiras e peripécias a minha mente criara. Já não era eu…

Penso, logo sonho...

Eu sonho com aquilo que é possível, mas sonho com aquilo que parece impossível também. É que o impossível e o "jamais feito" muito me atraem. Não me levem a mal, mas é que o mundo já me enche tanto daquilo que é igual, daquilo que é rotina, que sonhar com a impossibilidade me faz transcender. Se depender de mim já sabe, eu não vou parar enquanto não ver o impossível acontecer. Vou mover mundos e fundos, mas nunca vou pensar em desistir ou achar que não sou capaz, porque desistir pra mim já é um verbo que nem gosto de pronunciar e na incapacidade eu definitivamente não acredito.

O engraçado é que sempre fui assim, sonhadora, e ai de quem tenta tirar isso de mim. Não pode! Tirar os sonhos do meu coração é como matar a minha alma com tantos "não". Por que não posso criar tal coisa? Porque não. Por que o mundo não pode ser diferente? Porque ele é assim, oras... Como assim? Tudo bem que mudar tudo pareça tão utópico, eu entendo, mas pelo menos uma parte dá pra tentar va…