Pular para o conteúdo principal

Carta de mim para eu mesma...

Bom dia eu, tudo bem com você?
Sei que não... Você anda muito desanimada ultimamente, seus olhos estão caídos, a tristeza tomou conta de ti. Eu vejo isso, basta olhar no espelho. Enxergo o reflexo de tudo o que carrega no mais profundo do seu ser. Percebo que precisa fazer algo pra mudar isso e que tal vir comigo?

Eu tenho algumas ideias e espero que você as siga. Foram ideias tiradas de mim para você mesma. E eis algumas delas: Você precisa resgatar o seu eu verdadeiro. Você precisa amar a si mesmo. Você precisa voltar a se conhecer. Você precisa também enfrentar suas dúvidas e seus medos.

E como poderá fazer tudo isso? Bem, é simples: para se amar mais você precisa olhar para si mesma, lembrar de tudo o que te faz ser única, lembrar o que faz com gosto e alegria e voltar a fazer. Para voltar a se conhecer você precisa de mais momentos em silêncio, precisa olhar para dentro de si, precisa esquecer as pessoas que estão em sua volta, precisa prestar atenção no que te fere e no que precisa fazer com isso, seja jogar fora ou aprender primeiro e depois jogar fora, você precisa voltar a se conhecer, assim o voltar a se amar vai ser mais fácil ainda. Para enfrentar suas dúvidas e medos é mais simples ainda: você precisa lembrar que nasceu sem todos eles, você era simples e pura e por que agora tem que viver com todo esse peso de medo e dúvida? Ele não é seu. Essa é a tecla que você mais deve bater, você precisa parar com toda essa insegurança e esse aperto no peito só de pensar em não ser o que deveria ou não ser o que gostariam que fosse...

Mais do que todos esses conselhos, você precisa seguir este que venho a repetir: resgatar o seu eu verdadeiro. Sabe aquele eu que ria de tudo e se amava antes que tudo e todos? Aquele eu que não ligava pra o que os outros diziam e seguia assim mesmo... Bem, talvez toda essa necessidade de resgate do EU vai te servir para que, na verdade perceba, que o eu que você pensava ser tão forte e verdadeiro precisava de alterações. Precisava mudar seus padrões de pensamento que ao longo do tempo foram tomando conta de você e te colocaram uma armadura tão pesada sobre o corpo.

Você precisa se libertar! E um dos passos que precisa para que isso aconteça já está sendo dado: você está me lendo, obrigada! Essa carta vai te servir para que em todos os momentos em que se esquecer de tudo o que te faz mais viva, de tudo o que fortalece o seu eu verdadeiro você relembre todos os passos que precisa seguir para resgatar tudo isso. Por favor, me leve a sério, não desconfie do que quero te dizer. Você precisa levar a sério e sempre retornar aqui quando sentir o seu eu verdadeiro sendo esquecido, para lembrar que, na verdade, ele sempre está aí dentro, esperando você retirar as armaduras que impedem que ele sempre se manifeste...
Atenciosamente,
mim.
Inspirado no livro O cavaleiro preso na armadura, de Robert Fisher

Comentários

  1. Lindo texto Carol, parabéns !!

    http://mylifeascah.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Isso é muito legal.
    Muito bonito.


    Bjim ...
    blog Usei Hoje

    ResponderExcluir
  3. Carol, sua carta é linda e te ajudará muito em momentos difíceis. Digo isso porque quando era pequena fiz uma cápsula do tempo com alguns amigos. Depois de dez anos abrimos e a experiência de ler uma carta escrita a mim, por mim, foi única. Guarde esta carta não só o teu blog, mas em um lugar onde ela sempre possa ser lida.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada flor! Sim, ela me ajudou ainda mais quando escrevi. Espero que te ajude também *-* Com certeza guardarei! Aah que legal essa ideia, creio que devem estar bem diferentes hoje em dia né?
      Beijocas!

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Enfim encontrei

Enfim encontrei um novo motivo para sorrir. Em meio ao caos, em meio a dor, em meio a solidão a escrita fez morada. Entre mil e um motivos para chorar eu pude voltar a sorrir. Por meio da escrita pude deleitar-me sobre as palavras e os sentimentos então expressar. A caminhada não foi fácil, mas o gosto do encontro fez valer a pena. No meio da vida, isso pode acontecer com qualquer um, e comigo aconteceu. Eu então me perdi. Fotografias, textos e lembranças vinham como uma ponta de luz na escuridão que o mar de desencontros me proporcionou. Mas, enfim encontrei.

Nessa caminhada muitos me ajudaram. O que eu não entendia era que quem tinha o mapa em mãos era eu. Ninguém mais, ninguém menos que eu mesma tinha o poder em mãos, o poder de me reencontrar. Enquanto esperei por todos a minha volta, o mar de desencontros apenas ficava mais fundo. E o encontro que tanto almejava apenas se afastava. Mas eu enfim encontrei. A escrita foi a minha grande aliada. Por meio dela pude reencontrar quem eu…

Hoje é tempo de regar

Hoje é tempo de regar. Hoje é tempo de cultivar aquilo que quero viver. Hoje é tempo de amar. Hoje é tempo de fazer o que eu ainda não fiz e manter aquilo que de bom já fiz. Hoje é tempo de agradecer mais em vez de reclamar. Hoje é tempo de escolher qual é o tipo de vida que eu quero viver. Hoje é tempo de ser quem eu sempre quis ser. Hoje é tempo de agir. Hoje é tempo de pensar, mas é tempo de respirar também. Hoje é tempo de relaxar, apenas trabalhar também não dá. Porque um dia, ah, um dia, todos iremos colher...

Hoje é tempo de investir. Hoje é tempo de brilhar. Hoje é tempo de reavaliar. Hoje é o tempo perfeito para olhar mais para o meu jardim. Hoje é tempo de escolher as sementes que quero plantar. Hoje é tempo de me conhecer. Hoje é o dia perfeito para regar em vez, novamente, de reclamar. Hoje é tempo de olhar com mais carinho para aqueles que quero por perto. Hoje é tempo de perdoar. Hoje é tempo de pedir perdão. Hoje é tempo de se priorizar. Hoje é tempo de plantar. Hoje é…

Nossos sonhos são os nossos maiores tesouros

É com esse título lindo e essa arte que inventei que eu inicio esse post de hoje...
Sabiam que os nossos maiores tesouros são os nossos sonhos e, como eu gosto muito de dizer, nossos maiores tesouros nada tem a ver com dinheiro ou bens materiais? É claro que, por meio da realização dos nossos sonhos tudo isso pode vir junto e o dinheiro nos auxilia na caminhada, mas eles não são o tesouro em si.

Durante toda a minha vida eu sonhei muito e ainda sonho. E eu vejo a vida como nada mais nada menos do que uma Fábrica de Sonhos, daquelas que você entra, sonha, realiza e se vai... Igual uma fábrica de chocolate, uma fábrica de peças, uma fábrica de qualquer coisa que você imaginar. Assim é a nossa vida e no caso ela fabrica sonhos. Que triste seria se não os tivéssemos não é mesmo? Grandes nomes da história um dia sonharam com algo e ao longo de suas vidas esse sonho foi se transformando cada vez mais em realidade.

Jesus, por exemplo, sonhou que um dia todos amassem ao próximo como amam a si…