Pular para o conteúdo principal

Completando frases - TAG

Olá meus amores, como vocês estão? Gente, descobri uma tag e logo quis participar porque adoro coisas assim que mexem com a sua imaginação e também ajudam na interação entre blogueiras e entre blogueiras e leitores.

Quem me indicou foi a Carina Rocha e as regras são:
1. Completar as 15 frases (a parte mais legal ihááá)
2. Repassar para 10 blogs (dessa vez deixarei aberto para quem quiser fazer ok?)
3. Mostrar na postagem quem te indicou

Bora lá? Completando as frases:

1. Sou muito... desastrada.


Não me peça para fazer tudo na ordem e bonitinho que não consigo. Faço mil coisas ao mesmo tempo e me bato em todos os móveis da casa fazendo HAUSHAUH mas no fim fica sim, tudo lindo *-*




2. Não suporto... a raiva das pessoas.

Diariamente convivo com pessoas que desde a manhã já estão super irritadas, ok, eu também acordo irritada, mas não acho certo maltratar os outros e nem deixar de responder o bom dia alheio por causa disso.



3. Eu nunca... gostei de frutos do mar.


Nunca foi algo que me chamasse atenção. Até o cheiro já me afasta...





4. Eu já briguei... com meu namorado, meus pais, minha mãe, meus amigos, everybody.




De porrada never, mas sempre discuti, afinal, somos pessoas diferentes né galera. Acho normal...






5. Quando criança... eu esperava ansiosa a bibliotecária chegar HHSAUHSUASH



Ela vinha com uma caixa de livros super divertidos uhul!





6. Nesse exato momento... estou feliz por receber comentários tão legais aqui no blog *-*



Obrigadaaaaaaaaaaaa! s2





7. Eu morro de medo... de morrer com arrependimentos.


Tenho muito medo de chegar perto da morte e perceber que escolhi o caminho errado para seguir, de descobrir que eu poderia ser mais feliz do que fui.




8. Eu sempre gostei... de doces.


Não me lembro de algum  momento da minha vida que eu não tenha gostado disso, desde pequena minha maior realização acontecia quando minha mãe perguntava se eu queria entrar na doceria.




9. Se eu pudesse... eu ajudaria todas as pessoas que precisam.

Seja com roupas pra quem passa frio, com comida para quem passa fome, com ajuda espiritual para quem precisa ou mental ou psicológica. Todo o tipo de ajuda eu queria poder doar para quem precisa, mas nem sempre as pessoas se abrem para isso e nem sempre eu tenho condições...



10. Fico feliz quando... percebo que deixei alguém feliz.



Seja meu namorado, minha mãe, alguém que eu não conhecia antes.





11. Se pudesse voltar no tempo... eu faria tudo de novo.


Tenho orgulho de tudo o que fiz, tudo me transformou no que sou hoje e sou feliz por isso.





12. Adoro... ver que as coisas são verdadeiras.



Sejam amigos, o namorado, as pessoas no geral que convivo.





13. Quero muito viajar... para a Disney, o sonho da vida!


E com meu amor é claro.



14. Eu preciso... fazer mais coisas.

Sempre acho que preciso fazer mais coisas, acho que me cobro muito rs.



15. Não gosto de ver... cenas feias.


Exemplo: pessoas sangrando, pessoas brigando, pessoas gritando, tudo isso me causa agonia e desespero, gosto de paz e amor.




E aí, se identificaram com algo? Espero que sim *-*
 Beijocas e Paçocas :*

Comentários

  1. Também sou muito desastrada, me identifiquei total hahahahaha
    Beijos

    http://meudiversouniverso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que se identificou hehe, fico feliz!
      Beijocas!

      Excluir
  2. Me identifiquei com a 9,também amo ajudar as pessoas,não tem nada mais gratificante que isso.
    Gostei da tag *-*
    Bjnhs

    http://karoline-o-meu-melhor.blogspot.com.br/2015/07/deus-e-contigo.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, muito bom ajudar ao próximo *-*
      Beijocas!

      Excluir
  3. Eu tbm sou super desastrada kkkkkkkkk

    bjus lindona sucesso


    http://adrianaurata.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AHSUASHASHASH que saco né?
      Obrigada, sucesso pra ti também.
      Beijocas!

      Excluir
  4. Também sou desastrada, queria ajudar todo mundo que precisa e sempre gostei de doces, hehe. Beijos!
    Bolicho da Guria
    Fan Page

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aee, duas coisas parecidas. Sou um vício em doces *-* Quero agora!
      Beijocas!

      Excluir
  5. Que fofura as suas respostas, xará! Amei *-* Já serviu pra me inspirar também OAUIHAOIUHA

    Beijos, Carol!
    www.blogcaroltvrs.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HASUHSUAHS, que bom que gostou *-* beijocas!

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Obrigada Depressão!

Obrigada depressão por me ensinar aquilo que nenhum ensino fundamental, ensino médio ou  a faculdade me ensinou. Obrigada depressão, por me mostrar quem é de verdade e quem realmente me ajudou. Obrigada depressão, por me mostrar como o mundo ainda pode ser lindo em meio a tantos motivos para chorar e se amargurar. Obrigada depressão por me mostrar para que veio e por quem vale realmente a pena se importar. Obrigada depressão por fazer-me tanto me amar. Eu te agradeço, e não e pouco não.
Eu te agradeço por fazer-me resgatar. Agradeço por fazer-me resgatar aquela que sempre fui, mas ainda melhor e mais cheia para brilhar. Eu te agradeço por me fazer resgatar tudo aquilo que me faz mais plena e escrever é apenas mais um item dessa lista. Eu te agradeço por me mostrar o verdadeiro valor de um olhar, o valor de um olhar que está lá, apenas me esperando para ajudar. Em meio a tanta dor eu confesso que não quis te aceitar, mas hoje em dia eu vejo que o melhor que fiz foi te deixar entrar.
O…

O dia em que deixei de me afogar e aprendi a nadar sozinha

Senti desespero. Me senti sozinha mesmo estando entre tantas pessoas. Eram pessoas que me amavam, eu sei disso. Cuidavam de mim. Eram meus amigos. Por que tanto medo? Por que tanto receio? Por que esse desespero? Eu não sei. Simplesmente sentia e vinha como um furacão, era apenas um pensamento e pronto: desespero, confusão e angústia tomavam conta de mim. Eu não entendia e ninguém entenderia. Como entenderiam algo que nem mesmo quem sente entende? Me sentia perdida e só. Me sentia confusa e incompreendida. Não me sentia eu e isso era péssimo. O que estava acontecendo? Por que sentir tudo aquilo?
Você estava ao meu lado, você sempre esteve. Obrigada. Conversei contigo, desabafei e tive vontade de chorar... E chorei. Precisava daquele momento. Estranho momento. Você me ouviu, assim como alguém que ouve atentamente ao recado de alguém para saber o que fazer depois. Você me ouviu, processou o que eu te dizia e logo percebeu quantas asneiras e peripécias a minha mente criara. Já não era eu…

Nunca deixe que lhe roubem a sua essência!

Você é do tipo brincalhão ou quieto? Você é do tipo introvertido ou extrovertido? Você é do tipo colorido ou preto e branco? Você é do tipo que sonha muito ou não? Você é o que? Ultimamente ando refletindo bastante sobre isso. Sobre ser o que você é e sobre ser o que os outros querem que você seja. Eis aí um perigo! A minha personalidade é única e a sua também e não podemos deixar que nada nem ninguém nos roube isso ok? E eu vejo isso que acontece bastante, o roubo da essência, estranho né? Nem tanto...

Todos nós nascemos de um jeito e somos únicos. Desde pequenos temos dons e um jeito de olhar as coisas que é só nosso. Ao longo da vida cruzamos com pessoas diferentes de nós que muitas vezes não compreendem nosso jeito único de ser e se acham no direito de criticar/julgar a nossa personalidade. Um exemplo é o de pessoas introvertidas que sempre ouvem "nossa você está falando muito hein" ou "fulando não cala a boca" (em tom de ironia sabe), mas que infelizmente nunc…